Achei por Aí: a tal da Reciprocidade

Eu não sei vocês, mas eu sempre aprendi a não fazer com os outros o que eu não gostaria que fizessem comigo. Por isso, eu tento ser sempre assertiva nas minhas decisões, sempre tendo empatia com o outro e pensando em como ele se sentiria – e em como eu me sentiria – diante de determinadas situações.

Mas, nos últimos tempos, to vendo o quanto isso não é praticado.

Eu sempre pensei em fazer o melhor (dentro do possível), e que um dia seria recompensada por isso. Mas falta uma coisinha importante (nos outros): empatia e reciprocidade.

Eu tomei uma decisão esses dias que só me causa dor de cabeça e confusão. Daí, eu fico pensando… cadê a reciprocidade? A empatia? Foi esquecida no churrasco?

Eu cheguei a conclusão que as pessoas dizem que te apoiam apenas se você agir da forma que elas acham que é o correto e da forma que eles querem. Se você vai um pouquinho pra fora da curva, começa o auê.

Quem me acompanha sabe do meu cansaço, da minha ansiedade e de como minha saúde mental está indo pro saco. Então, eu pergunto novamente: onde está a reciprocidade e a empatia?

Não falo para passar a mão na cabeça das pessoas, mas para se colocar no lugar dela, em apoiar incondicionalmente de forma verdadeira. Em parar de julgar, encontrar problemas e apontar os pontos de melhorias, em ajudar o outro a ser uma pessoa melhor. Pra mim, isso é ter reciprocidade e empatia.

Eu sinto que tô a um passo de surtar, e minha psicóloga me indicou escrever, para organizar o caos que está minha mente. Mas, quanto mais eu escrevo, mais me pergunto onde foi parar o cuidado (aquele verdadeiro). Eu li uma frase um dia, que guardei para a vida toda:

O que os outros pensam sobre você na realidade diz mais sobre eles do que sobre você.

 

Então meu povo, hoje, eu só consigo concluir uma coisa: as pessoas vão tentar te derrubar. Vão falar, vão criticar. Vão ser falsas e vão destruir a confiança que você tinha nelas. Você vai se sentir um merda, vai sentir que o que está fazendo é errado. Mas é importante continuar seguindo. Seguindo seu caminho, distribuindo amor. No fim das contas, o amor vence qualquer negatividade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *