Desafio 52 semanas: Mulheres que me inspiram!

Oii gente!! Hoje eu vim escrever um pouquinho sobre algumas mulheres que me inspiram na vida.

Bom eu confesso que foi um tanto quanto difícil escolher, afinal são tantas mulheres incríveis que podem nos inspirar e nos ensinar coisas maravilhosas e significantes e que muitas vezes nos tiram dos dias ruins ou nos faz refletir sobre a vida.

Eu resolvi começar essa lista com uma mulher que para mim foi muito além do seu tempo, e que seus livros foram capazes de transcender o tempo e até hoje seu conteúdo pode ser considerado atual. Essa mulher é Jane Austen, uma escritora inglesa que viveu entre 1775 e 1817.

Ela foi considerada além do seu tempo por viver em uma época onde as mulheres eram consideradas submissas e portadoras apenas de conhecimentos domésticos que raramente opinavam sobre questões diferentes das referentes ao lar. Suas personagens femininas são retratadas como mulheres fortes que buscam viver sua vida conforme suas convicções e que não tem medo ao falar o que pensa.

“A vaidade e o orgulho são coisas diferentes, embora as palavras sejam frequentemente usadas como sinónimos. Uma pessoa pode ser orgulhosa sem ser vaidosa. O orgulho relaciona-se mais com a opinião que temos de nós mesmos, e a vaidade, com o que desejaríamos que os outros pensassem de nós”. Jane Austen

“Devo ater-me a meu próprio estilo e seguir meu próprio caminho. E apesar de eu poder nunca mais ter sucesso deste modo, estou convencida de que falharia totalmente de qualquer outro”. Jane Austen

A segunda mulher que me inspira é Viola Davis.

Viola Davis é uma atriz americana que estreou nos cinemas em 1996 e hoje é considerada uma das atrizes mais competentes e promissoras, atualmente ela interpreta Annalise Keating na série americana, How to get away with a Murder (maravilhosa inclusive, vale a pena conferir). Foi a primeira atriz negra a ganhar o Emmy Awards em 2015 e é uma das atrizes mais engajadas nas questões étnicas e relacionadas ao feminismo na indústria do cinema, em suas redes sociais é possível ver posts dedicados a temática.

Abaixo deixo o discurso dela no Emmy de 2015.

Oprah Winfrey:

Oprah Winfrey é uma apresentadora de TV norte-americana, vencedora de diversos prêmios Emmy. Fez grande sucesso com o programa The Oprah Winfrey Show. Oprah teve um inicio de vida difícil, estudou Comunicação e Artes Cênicas na Universidade Estadual do Tennessee, passou por vários trabalhos na área de jornalismo e iniciou seu sucesso ao iniciar um programa de tv onde realmente começou a ter sucesso após conseguir uma entrevista com Michael Jackson. Também atuou no cinema no filme A Cor Púrpura, onde foi indicada ao Oscar de melhor atriz coadjuvante. Oprah é considerada um ícone como mulher no mundo do entretenimento, teve um dos programas de tv mais bem-sucedidos e rentáveis.

Frequentemente fala sobre temas como: racismo, feminismo, superação e empoderamento, inclusive um de seus discursos foi bastante aclamado no Globo de ouro de 2018 ao receber o prêmio Cecil B. DeMille (dado a quem contribuiu de forma significativa ao longo da sua carreira no mundo do entretenimento).

E por último, gostaria de destacar também Emma Watson.

Emma Watson é uma atriz britânica nascida na França que interpretou Hermione Granger ao longo da série de filmes Harry Potter. Emma além de excelente atriz, é também ativista em várias causas como o feminismo, sustentabilidade ambiental e criou um clube do livro online (@oursharedshelf – https://www.instagram.com/oursharedshelf/) onde compartilha suas leituras e promove debates ressaltando a importância da leitura.

Em junho de 2014, Emma Watson foi nomeada Embaixadora da Boa Vontade da Agência ONU Mulheres, foi anunciado que sua primeira participação seria na campanha HeForShe, um movimento de solidariedade pela igualdade de gênero na qual acredita que a causa não é um problema apenas das mulheres. Em setembro de 2014 fez um discurso no lançamento da campanha que teve uma repercussão global.

“Homens, eu gostaria de usar essa oportunidade para apresentar o convite formal. Igualdade de gêneros é seu problema também. Até hoje eu vejo o papel do meu pai como pai ser menos válido na sociedade. Eu vi jovens homens sofrendo de doenças, incapazes de pedirem ajuda por medo de que isso os torne menos homens – de fato, no Reino Unido, suicídio é a maior causa de morte entre homens de 20-49 anos, superando acidentes de carro, câncer e doenças de coração. Eu vi homens frágeis e inseguros sobre o que constitui o sucesso masculino. Homens também não tem o benefício da igualdade. Nós não queremos falar sobre homens sendo aprisionados pelos estereótipos de gênero mas eles estão. Quando eles estiverem livres, as coisas vão mudar para as mulheres como consequência natural. Se homens não tem que ser agressivos, mulheres não serão obrigadas a serem submissas. Se homens não tem a necessidade de controlar, mulheres não precisarão ser controladas. Tanto homens quanto mulheres deveriam ser livres para serem sensíveis. Tanto homens e mulheres deveriam ser livres para serem fortes”. Emma Watson

 

E vocês? Quais são as mulheres que os inspiram? Conta ai pra mim nos comentários!!

 

Conheça os blogs participantes do projeto:

Karen Moraes | Letícia CalistoEstante 450 | My Sad SongsDebinha Blaz Camila Morais

Vale da Unicórnia | Black HairPuro Charme | Blog TrendyVentos de Maio | Inventando Moda

Jéssica Magarão | Coisas de Aline Ribeiro | Fuja dos StressFernanda Oliveira | Jessica Lorena | Amandicas Anne Lima

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *